As melhores dicas para um negócio de roupas no atacado

0

O atacado é um conceito que está no mercado há quase tanto tempo quanto o comércio. Algumas pessoas veem esse modelo de negócios como uma forma de ganhar dinheiro sem ter que fabricar mercadorias por conta própria. 

Descubra o que é o atacado e como iniciar seu próprio negócio de atacado de roupas antes de determinar as próximas etapas. Além disso, faça pesquisas de mercado e verifique as leis estaduais e locais específicas que regulamentam o atacado em sua área.

O que exatamente é atacado? 

O termo descreve a prática de vender mercadorias a granel a um varejista para revenda. O varejista pode então reembalar os itens por um preço mais alto, e vendê-los em quantidades menores. 

Então, como isso funciona? Por que os preços podem mudar e os clientes não parecem se importar? Tudo tem a ver com volume.

Considere os shorts jeans como exemplo. Se você estiver comprando de uma fábrica, poderá contatá-los diretamente e comprar um grande número de itens. Como você está tirando a roupa direto da fonte e em um volume muito maior do que um indivíduo, seu preço cai.

Por que o atacado é mais barato?

Não há custos de prateleiras, custos de embalagem ou custos de reposição de fábrica para você absorver. Além disso, há um nível garantido de comprometimento de um atacadista.

Importância do atacado

Comprar roupas no atacado para revenda é um aspecto essencial do ecossistema do varejo e pode ser visto como um passo na cadeia de suprimentos. Essa cadeia começa com a matéria-prima e termina com a venda ao cliente ou usuário final. Normalmente, os atacadistas não são fabricantes. Isso significa que eles não fabricam os produtos que vendem e, em vez disso, ganham dinheiro distribuindo produtos finais aos consumidores.

Em suma, o atacadista é apenas uma representação de sua empresa e não das marcas que compra especificamente para vender. Ele pode não saber nada sobre os produtos individuais que está comprando e, ao contrário das marcas regulares, um atacadista pode vender produtos concorrentes.

Fornecedores de atacado para pequenas empresas

Encontrar roupas no atacado para vender, digamos, em uma butique, exige o abastecimento do produto. Existem alguns prós e contras em trabalhar como fornecedor atacadista.

Consideração 1: Produtos padronizados

Quando você é um atacadista, está comprando da fonte em um volume extremamente grande. Basicamente, você sabe o que vai conseguir ao negociar com o fabricante, e seus clientes (normalmente revendedores / varejistas) sabem o que estão recebendo de você: um volume menor a um preço melhor do que comprar uma única unidade.

A desvantagem disso é que você não faz nenhum controle de qualidade como atacadista. Você não é um especialista nos produtos que compra e não pode oferecer suporte ao usuário final. Isso o deixa em risco se a qualidade do produto cair repentinamente. Também pode prejudicar seus resultados financeiros se sua cadeia de suprimentos for abalada por aumentos inesperados de tarifas ou impostos.

Consideração 2: Pedidos maiores

Como atacadista, você não está fazendo um grande número de pedidos. Em vez disso, você está encomendando uma quantidade extremamente grande de mercadorias de uma só vez. Você deve saber o que seus clientes procuram em relação ao volume do produto e quanto tempo demoram entre os pedidos.

A desvantagem é que você não tem controle sobre quando seus clientes realmente fazem o pedido. Como um novo atacadista, você pode ter problemas em ter que lutar por produtos ou descobrir que tem muitos de um determinado produto em mãos. Essa situação pode ser atenuada por uma contabilidade criteriosa, mas, no início, você pode ter que enfrentar uma curva de aprendizado cara.

Você também pode reduzir qualquer impacto financeiro fazendo uma extensa pesquisa. Saber quem mais está atuando no atacado em seu mercado, por exemplo, pode dar uma ideia da demanda por seus produtos. Também pode permitir que você saiba se há muita ou pouca concorrência em certos aspectos do seu trabalho.

Consideração 3: Resposta Rápida

O atacado pode mudar rapidamente o custo para o lucro. Essa recuperação de seus produtos pode se tornar semelhante a um relógio à medida que você constrói sua base de clientes. Você pode comprar de um fabricante sabendo que venderá shorts jeans para um número X de varejistas com o preço Y, resultando em Z de lucro.

No entanto, você não pode controlar tendências. Se você costuma comprar de um fornecedor que interrompe a fabricação, não poderá fornecer esse produto a seus clientes. Você precisará estar ciente e com antecedência de possíveis problemas de suprimento para diminuir o impacto financeiro que o processo tem sobre você.

Mantenha contato com suas fontes, mesmo que compre delas apenas uma ou duas vezes por ano. Os check-ins regulares podem não apenas manter um bom relacionamento com o seu fornecedor, mas também dar uma ideia de como o fabricante está indo e de seus números projetados.

Consideração 4: Menos controle

Porque você está vendendo itens que foram feitos por outra pessoa, você não controla a produção de forma alguma. Isso inclui a linha de produção, como os itens são feitos ou, em alguns casos, quando são feitos. Os fabricantes de grande porte só podem executar lotes de itens uma ou duas vezes por ano, por exemplo.

Aprender a trabalhar com essa falta de controle pode ser diferente dependendo de suas preferências e estilo de negócios. Um vendedor pode optar por armazenar grandes quantidades de estoque, enquanto outro pode receber pedidos ao longo do ano e apenas fazer o pedido para atender uma ou duas vezes. Se você é um vendedor que deseja muito controle sobre sua linha de produtos, provavelmente ficará muito frustrado como atacadista.

 

Artigo anterior: Como Para Manter O Banheiro Da Empresa Sempre Limpo